A lixadeira elétrica é uma ferramenta utilizada para diversas finalidades, entre elas destacamos desbastes e acabamentos em várias superfícies. Na verdade, ela é a maneira mais rápida e prática de deixar qualquer área pronta para receber a camada de tinta, cera ou outros produtos utilizados para protegê-la — garantindo, assim, um perfeito retoque ou acabamento.

Existem no mercado alguns tipos de lixadeira elétrica que podem variar muito no preço. Por exemplo, podemos citar o modelo orbital, que conta com um custo mais baixo, isso ajuda a popularizar esse aparelho tão útil para quem deseja fazer pequenos reparos em objetos, espaços e regiões da casa.

No entanto, tudo vai depender da necessidade de cada um e para qual uso e superfície que se pretenda lixar.

Sendo assim, neste post vamos citar alguns tipos mais comuns de lixadeira e para quais ocasiões elas são úteis. Continue conosco e confira!

Qual é a utilidade da lixadeira elétrica?

A lixadeira é uma ferramenta que tem por finalidade precípua desbastar áreas que necessitam de um acabamento fino. Considerando que o trabalho manual, além de ser mais cansativo, leva muito mais tempo para ser executado, esse instrumento é de extrema necessidade. Ela pode lixar diversos materiais, como metal, madeira, aço, paredes, plásticos, entre outros.

Mas devemos ressaltar que, antes de você adquirir a sua, se informe sobre o tipo ideal para o trabalho que pretende realizar e nunca se esqueça de usar um óculos de proteção.

Quais os tipos de lixadeiras encontradas no mercado?

Confira os modelos de lixadeiras e para quais fins se destinam:

  • de parede: ideal para lixar paredes ou tetos que receberão a pintura. Recomendada para quem busca um trabalho sem realizar muito esforço;

  • angular: utilizada para desbastar áreas abauladas de forma circular. Não é aplicada para efetuar acabamentos;

  • de cinta: da mesma forma que ocorre com a lixadeira angular, esta é administrada apenas para desbastar algumas superfícies. Seu formato permite a retirada de grandes desníveis. Por isso, seu uso é indicado para trabalhos mais complexos;

  • combinada: esse tipo é mais aplicado em trabalhos leves, geralmente nas peças de madeira. Com ela é possível lixar horizontal e verticalmente;

  • excêntrica: com essa lixadeira você pode polir materiais diversos, como metal, madeira, plástico, massa de aparelhar e até verniz. As superfícies podem ser planas ou curvadas;

  • orbital: ideal para lixar áreas de metal e aço. É uma ferramenta mais leve e pode ser encontrada em formato retangular ou quadrado;

  • roto orbital: esse modelo junta dois movimentos, o orbital e o giratório, garantindo um acabamento mais primoroso em peças planas de madeira ou aço;

  • lixadeira roto orbital pneumática: a única diferença desse equipamento para o anterior é o fato de este ser pneumático (administra ar comprimido para funcionar). É simples de ser manuseada e menos suscetível a falhas.

Dicas finais:

  • sempre que trabalhar com a lixadeira, utilize óculos de proteção, protetor auricular e máscara;
  • quando escolher sua lixadeira, prefira as que acompanham um saco coletor;
  • jamais encoste na lixa quando a ferramenta estiver ligada;
  • se a lixa estiver muito suja, use a sola de um sapato velho para limpá-la.

Como você pôde conferir, a lixadeira elétrica é um instrumento muito útil. Principalmente para quem gosta de fazer reparos em casa. O esforço é infinitamente menor e os resultados também. Basta escolher o modelo mais indicado para suas necessidades e pronto, é só começar a usá-la!

Gostou deste post? Viu como é simples trocar de vez a lixa comum pela lixadeira elétrica? O que acha de aproveitar essa visita e conferir o que temos a oferecer aos nossos clientes? Confira nossos produtos!