Cabos em geral são utilizados para diversas funções, alguns transferem dados, outros apenas áudio, outros vídeos e alguns podem até mesmo transferir todos esses formatos, como é o caso do cabo HDMI. Mas você sabia que nem todos cabos HDMI são iguais? Continue lendo e entenda a diferença.

O Cabo HDMI (High Definition Multimedia Interface, ou Interface Multimídia de Alta Definição) é um cabo de 19 pinos transmissor de dados, geralmente utilizado em aparelhos como televisores, videogames, computadores e outros. Ele surgiu em 2002 com a função de transmitir Áudio e Vídeo de alta qualidade para diversos aparelhos, tudo simultaneamente e utilizando apenas um cabo.
Passados alguns anos após seu lançamento, a tecnologia começou a evoluir, e consequentemente novas versões do cabo foram criadas.

A primeira versão lançada em 2002 ficou conhecida como HDMI 1.0 e logo em seguida vieram as versões 1.1, 1.2, 1.3, 1.4, 2.0 e a 2.1, esperada para 2018. Além dessas variações, as diferenças entre os cabos não ficam apenas por aqui, existem também fatores técnicos e estruturais que diferem a qualidade dos cabos por exemplo.

Vamos as Diferenças!

A primeira versão, chamada de HDMI 1.0 possui taxa de transferência de até 4,9 Gbps, com resolução de 1080p, 60 Hz em larguras de banda e transmissão de áudio por até oito canais a 192 kHz.

Depois de uma atualização para suporte a DVD Áudio, a nova versão do cabo ficou conhecida como HDMI 1.1.

Já em 2005 houve uma grande atualização, que trazia suporte independente de conexão entre telas, como monitores, TVs e etc. Este cabo foi nomeado de HDMI 1.2.

Logo em seguida foi lançado o formato que ficou popular em nosso País, o HDMI 1.3. Sua largura de banda aumentou para 340 MHz, dobrando sua velocidade para mais de 10 Gbps. Está versão do cabo introduziu suporte a sincronia automática entre vídeo e áudio e também a criação de conectores menores, como o mini HDMI.

Após um tempo sem atualizações, em 2009 foi lançado a versão HDMI 1.4, muito utilizada atualmente, mas já vem sumindo do mercado pouco a pouco, devido ás novas atualizações que surgem.

Está versão conta com suporte a imagens 3D e 4K (4096x2160p) e taxa de transferência de 10,2 Gbps. Além disso, o cabo também veio acompanhado do lançamento do micro HDMI, ainda menor que o mini HDMI, e o cabo passou a transmitir conexão de rede para dispositivos off-line, mas que estejam conectados a uma TV com WIFI, e a suportar retorno de áudio, deixando de lado o uso de um cabo óptico por exemplo, para fazer a ponte entre Home Theaters e TVs.

ofertas colorsom cobos HDMI
Em 2013 houve um grande avanço na tecnologia, a nova versão do cabo, chamado de HDMI 2.0 passou a aceitar resolução de até 50 ou 60 quadros por segundo, sua taxa de transferência também aumentou para 18 Gbps, o áudio foi aprimorado para aceitar até 32 canais de 1536 kHz sem compressão e agora o cabo também permite suporte a controle remoto, possibilitando controlar vários aparelhos que estejam conectados a televisão.

E com lançamento esperado para 2018, o HDMI 2.1 teve suas especificações anunciadas na entidade HDMI Fórum, que reúne fabricantes de Hardware do mundo inteiro. As principais novidades do HDMI 2.1 estão no suporte a imagens com Dynamic HDR, que melhora cores e contrastes de vídeo e o suporte à resolução 10K. Além disso, a nova versão do cabo irá permitir transmissão por interface digital de até 48Gbps e reprodução de vídeos em 8K com frequência de 60 Hz e 120 Hz em 4K. Ainda não foi divulgado a frequência na resolução 10K.

Diante de tantas versões, qual cabo HDMI devo comprar?

Antes da compra é recomendável se certificar de que o aparelho que o cabo será utilizado é capaz de reproduzir e/ou transmitir todo o limite dessa tecnologia, pois por exemplo, do que adianta comprar um cabo de versão 1.4 ou 2.0 que reproduzem 4K, se sua televisão é Full HD, neste caso o cabo HDMI 1.3 já é recomendado e pode ser encontrado em um preço muito mais acessível.

Também não adianta pagar mais caro por aparelhos que tenham suporte ao HDMI 2.0 se não vai utilizar nenhum outro dispositivo compatível com esse padrão. Por isto, é importante se informar e avaliar quais aparelhos e cabos irá comprar, para que não perca seu dinheiro.

Já decidi qual cabo vou comprar, mas encontrei cabos de mesma versão com preços diferentes. Por quê?

Bom, certamente os cabos que encontrou e que possuem preço elevado, contam com uma construção e acabamento melhor, alguns possuem até mesmo conectores banhados a ouro, que é mais resistente a corrosão, interferindo assim na durabilidade e resistência do cabo, mas não garante uma melhor taxa na transmissão de dados.

Sendo assim, os cabos mais caros e os mais baratos de mesma versão, entregarão a mesma qualidade de som e imagem, mas logicamente o cabo melhor acabado durará por muito mais tempo.

Também é importante ressaltar que o comprimento do cabo pode sim interferir na qualidade de transmissão de dados, então aquele cabo imenso que pode ser utilizado para ligar a TV na sala, ao Computador que está lá no quarto, poderá interferir na qualidade final, ocasionando por exemplo atrasos e perdas de qualidade no som e imagem.

Conclusão

Como foi possível perceber, nem todos os cabos HDMI são iguais, alguns possuem melhor acabamento e construção e outros já contam com tecnologias mais avançadas, então é muito importante conhecer estas diferenças para escolher o melhor produto na hora da compra!

Então se gostou deste artigo compartilhe e deixe seu comentário. E se quer ficar sempre antenado as dicas e novidades do mundo das televisões, computadores e etc fique ligado no nosso Blog e nos siga em nossas redes sociais! Até já!

Cabos HDMI de qualidade você encontra na Colorsom! Clique e venha conferir!