Diversos problemas podem afetar o funcionamento das televisões — devido ao tempo de uso ou por defeitos de fabricação —, como manchas e imperfeições nas imagens, o aparelho desligando sozinho, superaquecimento etc. Neste último caso, muitas pessoas não sabem o que fazer quando a TV esquenta.

Quando a TV esquenta além do normal, é preciso tomar providências para resolver o problema e evitar que os componentes do aparelho sofram danos permanentes, como marcas e até mesmo o derretimento. Por isso, é importante entender por que isso ocorre e como agir nessa situação.

Quer saber o que fazer quando a TV esquenta e o que causa esse transtorno? Então, acompanhe a leitura!

Por que a TV fica quente?

A televisão, assim como qualquer outro aparelho eletrônico, está sujeita ao aquecimento durante o uso, o que é prejudicial para os seus componentes internos. Diversos fatores podem influenciar a temperatura da TV, como o ambiente em que ela está inserida e defeitos de fábrica ou causados pela proximidade do fim da vida útil do aparelho.

Quando o aquecimento não é tão elevado, geralmente não há com o que se preocupar. Porém, quando a temperatura fica alta a ponto de provocar grandes desconfortos ao toque, causar marcas no aparelho e derreter parte da estrutura da TV, não se trata de situação normal.

Muitos televisores desligam sozinhos com o superaquecimento e só podem ser religados quando a temperatura volta ao normal. Nesses casos, é importante não ignorar o problema, mas procurar uma solução o mais rápido possível, para que nenhuma peça importante corra o risco de queimar.

Em quais tipos de TV isso acontece?

Todos os tipos de TV podem apresentar esse problema, porém em alguns modelos mais populares no mercado atualmente — como LED, LCD e plasma — isso geralmente ocorre com maior frequência.

Por outro lado, como a tela das televisões modernas é cada vez mais fina, fica mais fácil perceber o aquecimento do aparelho, que pode ser normal, principalmente devido à qualidade das imagens e às configurações de brilho e contraste. Sendo assim, aquecimentos moderados não significam necessariamente que haja algo de errado.

Como identificar o problema?

Muitas vezes, as pessoas demoram a perceber que a TV está esquentando e só identificam o problema quando a temperatura está excessivamente alta, a ponto de prejudicar o funcionamento do aparelho.

Isso é compreensível, pois nem sempre tocamos na tela ou outros componentes do aparelho enquanto estamos assistindo, principalmente quando ele está em um suporte de parede ou teto, por exemplo.

Portanto, é importante monitorar a temperatura da TV, principalmente aquela comprada recentemente, já que a temperatura tende a aumentar de acordo com o tempo em que ela fica ligada.

Alguns dos problemas que o superaquecimento pode causar são:

  • desligamento automático da TV;
  • derretimento de componentes;
  • distorções na tela devido à queima de peças internas.

É necessário ressaltar que há outros tipos de problemas, além do superaquecimento, que podem causar transtornos parecidos. Portanto, é fundamental contar com a ajuda de uma assistência técnica especializada em caso de qualquer defeito.

O que fazer quando a TV esquenta?

O problema de superaquecimento, não só da TV, mas de notebooks, celulares ou eletrodomésticos, é bastante sério, já que além de causar danos graves ao aparelho pode comprometer a segurança dos usuários.

Para resolver esse problema, a melhor escolha é entrar em contato com o fabricante para fazer a troca do produto. Caso o aparelho ainda esteja na garantia, sua solicitação provavelmente será prontamente atendida.

Caso o televisor seja antigo e o prazo de garantia já tenha acabado, há também a opção de levá-lo para avaliação profissional qualificada, já que defeitos em algumas peças são capazes de causar esse aquecimento.

É muito importante que somente profissionais abram o aparelho, já que ajustes feitos de forma errada podem agravar o problema e até mesmo inutilizar a televisão. Além disso, caso o usuário abra a TV dentro do prazo de garantia, pode ser que ele perca a cobertura oferecida pelo fabricante. Portanto, não faça isso em nenhuma circunstância.

Como evitar que isso aconteça?

Em alguns casos, o aquecimento do aparelho não é excessivo e é possível tomar algumas medidas para evitar que o problema se agrave. Nessas situações mais simples, o próprio usuário pode fazer algumas ações que ajudam a baixar a temperatura e prolongar a vida útil da TV, como:

  • remover a poeira com frequência e manter a TV sempre limpa, já que a sujeira dificulta a circulação de ar e provoca o aquecimento do aparelho;
  • mantenha a TV em local bem arejado, longe de elementos que possam causar o aquecimento, como lareiras, e com incidência direta de luz solar;
  • se necessário, utilize um cooler para ventilar a televisão;
  • ao perceber que o aparelho está muito quente, desligue-o o mais rápido possível e espere esfriar antes de ligar novamente;
  • evite deixar o aparelho ligado por longos períodos, principalmente quando ninguém estiver assistindo.

Qual é o tempo de vida útil dos aparelhos de TV?

Quando as televisões chegam ao fim de sua vida útil, diversos defeitos podem começar a acontecer, inclusive o superaquecimento. Nesses casos, é interessante considerar a substituição do aparelho, visto que no caso de problema em peças importantes o conserto pode tornar-se inviável.

Uma TV de LED, por exemplo, tem um tempo de vida útil de cerca de seis ou sete anos, com cerca de 80 mil horas de utilização. Porém, é preciso ter em mente que esse prazo pode variar de acordo com alguns fatores.

Entre os fatores que influenciam o tempo de vida útil da TV, podemos citar a qualidade do uso — relacionada ao cuidado com que o usuário tem com o aparelho —, o local onde a TV está armazenada, a qualidade de suas peças, a confiabilidade da marca etc.

Como você viu, o superaquecimento é um problema que pode ocorrer com qualquer tipo de televisão, seja ela nova ou esteja próximo ao fim de sua vida útil. Nesses casos, é preciso saber o que fazer quando a TV esquenta, ou seja, solicitar a troca do aparelho ou consultar uma assistência técnica.

Gostou do post e quer saber mais sobre o assunto? Então, siga-nos nas redes sociais — FacebookInstagramTwitterYouTube e LinkedIn — e acompanhe todas as nossas novidades!